28.2.09

Sorvete de casquinha

| Chamuscado por Laritz |

Eu e Virgínia, conversando na porta do Ogro´s Plaza antes do cinema, vivemos uma situação surreal. Uma senhora estacionou o carrinho de supermercado ao lado, olhou para nossa cara e pediu, sem cerimônia:

- Será que vocês podem tomar conta das minhas compras?

- Como assim?

- Quero comprar um sorvete e não posso entrar no shopping com o carrinho.

Nem conseguimos responder e lá foi ela, toda faceira, ao quiosque do fast-food, largando meia-dúzia de pacotes aos nossos cuidados. Ficamos imaginando: e se as compras fossem drogas, armas, contrabando ou uma bomba? Seríamos presas por culpa da comedora de sorvete anônima? E se demorasse e nos fizesse perder o filme? Então ela retornou toda feliz, agradeceu a gentileza e ainda nos ofereceu a casquinha de baunilha, como se fossemos capazes de abocanhar uma guloseima lambida por uma completa estranha:

- Servidas?

Há mais coisas entre pessoas e sorvetes do que supõe nossa vã filosofia...

3 comentários:

Virginia disse...

moderação de comentários significa que não posso usar palavrões e nem xingar ninguém de fdp? E escrever palavras erradas, coomo açombrar a açombração, pode? Responda com moderação p/favor. Virginia

Vi disse...

HAHAHAHAHA!!! Amei!

Não sei o que é melhor, o seu post ou o comentário da tia Virginia!

Foi surreal mesmo... Que mulher mais estranha!

Beijos!

Claudia disse...

Ah, va.......e como era o nome do filme?

A LAMBIDA DESCONHECIDA!


hehehehehehehehe

Blog Widget by LinkWithin
Subscribe