28.7.09

Tango

| Chamuscado por Laritz |



Ando sem uma gota de inspiração para escrever. Sei que existem inúmeros assuntos esperando meus comentários doces ou ácidos, mas deu um branco maior que o do omo. Não estou com vontade de falar sobre a exibição exaustiva do acidente do Felipe Massa. Não quero expressar minha indignação com a confusão que a prefeitura paulistana está fazendo com os ônibus fretados. Não pretendo traçar tratados sobre o alvoroço em torno dessa praga do século XXI chamada apropriadamente de gripe do porco. Não vou reclamar da chuva e do frio. Não desejo contar nem um tiquinho do meu fim de semana delicioso. Nem revelar meus planos para os próximos dias. Quero apenas ouvir tango moderno, fechar os olhos e viajar no meu incrível universo particular, onde tudo é permitido, até mesmo um cigarro na boca de Carlos Gardel.

6 comentários:

O Profeta disse...

O desejo mora no limite da razão
Há tanto de intemporal em ti
Solta a palavra em lábios inquietos
As cores do teu “eu” penso que não vi

Imaginei-as mil vezes
Ouro de lei, a limpidez dos diamantes
O pensamento é cavalo errante
Feito na viagem de breves instantes


Boa semana



Doce beijo

Dri Viaro disse...

Já estou de volta e o blog tb agora com as atualizações diárias, boa semana
bjs

virginia disse...

que mala essa mala. repleta até a boca de milhas de sensações e dolores. valeu

Mosana disse...

ow my!
espero q sua inspiração volte logo!!
kisses

maedetres disse...

oh amiga !!!! faca como eu! fale bobagens! hahahahahaha
bj love u keke

Rê :) disse...

Aiiiiiiiiii eu tenho esse cd! Velhos tempos de quando eu fazia dança de salão!

é lindo de morrer!!!!!!!!!!!


adorei! ;)

Blog Widget by LinkWithin
Subscribe