12.3.09

Sim, não, talvez...

| Chamuscado por Laritz |

É inacreditável! Agora, até a CNBB está querendo tirar o rabinho da seringa do bafafá da excomunhão. Deu no G1: A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil declarou que ninguém foi excomungado no caso do estupro e do aborto de gêmeos sofridos por uma menina de nove anos, em Alagoinhas (PE). Na semana passada, o arcebispo de Olinda e Recife, Dom José Cardoso Sobrinho, anunciou a excomunhão dos médicos e da mãe da criança devido ao aborto, mas deixou o padastro estuprador de fora da decisão da Igreja.

"Na verdade, o arcebispo não excomungou ninguém. Ele anunciou que este tipo de ato traz consigo tal possibilidade e fez isso movido por sua sensibilidade. Às vezes, a pena da excomunhão é colocada para chamar a atenção não só da pessoa, mas da comunidade eclesial da gravidade do ato" - saiu pela tangente o presidente da entidade, Dom Geraldo Lyrio Rocha. O mesmo religioso tentou cobrir a polêmica com outros panos quentes, afirmando que "uma excomunhão não significa uma condenação eterna”.

Leiam a reportagem inteira aqui. E depois me expliquem se, afinal das contas, ele excomunhou, não excomunhou ou desexcomunhou. Porque eu, sinceramente, achei tanta desculpa esfarrapada que não entendi se os bispos decidiram, ou não decidiram, ou talvez decidam um dia, ou talvez nunca decidam...

1 comentários:

Bibi disse...

Indiquei um meme pra você!

Blog Widget by LinkWithin
Subscribe