2.5.09

Cadeiras contra piratas

| Chamuscado por Laritz |


Imagine a cena: você aproveita a brisa da noite, debruçado no convés, quando percebe um barquinho ao lado e um sujeito mal ajambrado tentando escalar o luxuoso transatlântico. Avisa outros passageiros e todos começam a se defender jogando mesas e cadeiras. É um ataque pirata - e nem é o bonitão Jack Sparrow, e sim um somáli usando chinelos de dedos. Os invasores atiram e somente depois de alguns minutos o comandante e a tripulação aparecem com armas para garantir o controle da situação. Não é filme: isso aconteceu com o navio italiano MSC Melody, que navegava a 1.852 quilômetros da costa da Somália, uma área até então considerada livre dos constantes sequestros de navios comerciais naquela região. Após os momentos de pânico, o comandante vestiu a carapuça de herói e passou a se gabar da façanha, dizendo que a equipe agiu com profissionalismo e sorte, mas os passageiros contestam, alegando que a atuação da tripulação foi tardia e que os tiros deixaram feridos. Eu, que sou fã de carteirinha de cruzeiros, fiquei bastante impressionada e assustada. Espero que essa onda violenta não pegue por aqui.

2 comentários:

Dri Viaro disse...

gente que medo, eu hein
de cruzeiros eu tenho medo, se fosse iria de bóias o tempo inteiro.rsrsbjsss

Bibi disse...

Mas Lara, essa região está nas manchetes por causa dos piratas já faz meses! Nenhum cruzeiro deveria passar por lá até que a situação seja resolvida. Os somalis roubam de tudo que passa perto deles!

Blog Widget by LinkWithin
Subscribe